Follow by Email

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Beto tenta evitar greve e aponta manobra política dos servidores

BARRA DO GARÇAS | 01/07/2013 - 08:52

Beto tenta evitar greve e aponta manobra política dos servidores

Francis Amorim, de Barra do Garças

Foto: Rodinei Crescêncio
Foto: Rodinei Crescêncio -- Prefeito Beto Farias tenta evitar greve na saúde
Prefeito Beto Farias tenta evitar greve na saúde
  O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (PSD), se reúne no final da tarde desta segunda (1º) com os servidores da saúde para evitar a paralisação da categoria, aprovada em assembléia-geral realizada na semana passada. Ele pretende mostrar a real situação do município para sensibilizar os profissionais que estão irredutíveis e prometem parar a partir desta terça (2).
  Na reunião de hoje, Beto mostrará o comprometimento da arrecadação do município onde 50,82% estão destinados ao pagamento de pessoal, já no limite do permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Um aumento salarial nesta situação ultrapassaria a cota, deixando a Prefeitura inviabilizada economicamente.
  Beto reconheceu a defasagem no salário dos servidores, mas destacou que é um problema que vem se agravando há décadas e que ele não pode resolver isso em cinco meses. Ele lembrou que no final da gestão anterior a gestão anterior contratou mais de 500 funcionários e ainda concedeu um aumento de 16%, inchando a folha chegando a esse patamar que se encontra hoje. “Estamos trabalhando muito, cortando despesas, enfrentamos e acabamos com a corrupção que existia no executivo municipal e pretendemos valorizar sim os trabalhadores, mas neste momento não temos condições de conceder aumento, pois iríamos ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse, ressaltando o uso político da situação.
  Segundo Beto, nos últimos quatro anos nunca se mobilizou. Agora, em apenas cinco meses, já estão querendo greve. “Temos certeza que a maioria entende que estamos resolvendo os problemas estruturais, fazendo o município sair da estagnação em que se encontrava para aumentar a arrecadação e desta forma, fazer a valorização dos servidores municipais de todas as áreas”, alegou.
   Conforme a  dirigente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde de Barra do Garças e Região (Sintesbre), Maria Jaira da Silva, uma das lideres do movimento, os servidores reivindicam reposição salarial da ordem de 6,95%, dividida em três parcelas (2% em junho, 2% em julho e 2,95% em agosto), horas extras, insalubridade, adicional noturno, Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) e repasse de recursos do Ministério da Saúde aos Agentes Comunitários de Saúde. Caso a greve seja deflagrada, serão mantidos os atendimento de urgência e emergência no Pronto Socorro e Hospital Municipal com ênfase para a população de Barra do Garças.
FONTE: RD NEWS
http://www.rdnews.com.br/noticia/beto-tenta-evitar-greve-e-aponta-manobra-politica-dos-servidores

Nenhum comentário:

Postar um comentário