Follow by Email

terça-feira, 25 de setembro de 2012

6 das 11 maiores cidades estão com os prefeitos praticamente definidos


ANÁLISE | 24/09/2012 - 11:27

6 das 11 maiores cidades estão com os prefeitos praticamente definidos

Romilson Dourado
-- O quadro sucessório está indefinido em Cuiabá, com tendência de 2º turno, assim como segue
O quadro sucessório está indefinido em Cuiabá, com tendência de 2º turno, assim como segue




Dos 11 maiores municípios do Estado, em 6 deles a eleição para prefeito está praticamente decidida, levando-se em consideração o resultado das pesquisas de intenção de voto, estruturas e estratégias. Eventuais mudanças no cenário em Rondonópolis, Sinop, Cáceres, Barra do Garças, Primavera do Leste e Alta Floresta só devem ocorrer mesmo motivadas por alguma reviravolta ou escândalos capazes de "derrubar" os favoritos. Os 11 municípios, conforme estimativa do IBGE, estão acima dos 50 mil habitantes e, juntos, somam 1,5 milhão, metade da população das 141 cidades mato-grossenses.
    Em Sinop, o prefeito Juarez Costa (PMDB) mantém favoritismo desde o início da campanha e deve ser reeleito. O único adversário, ex-deputado Dilceu Dal Bosco (DEM), não conseguiu "decolar", mesmo apoiado pelo ex-prefeito e deputado federal Nilson Leitão (PSDB) e pelo empresário Roberto Dorner (PSD). Em Rondonópolis, o deputado Percival Muniz (PPS) segue com ampla vantagem sobre o prefeito Ananias Filho (PR). Apesar de ter formado um palanque "pesado", acomodando lideranças como os deputados federais Carlos Bezerra e Wellington Fagundes, o senador Blairo Maggi e quase todos os estaduais da região Sul, Ananias encontra dificuldades para alançar Percival nas pesquisas.
    O médico Leonardo Albuquerque (PSD) se mantém em primeiro lugar desde o começo do processo eleitoral em Cáceres e, mesmo numa eleição polarizada com o empresário Francis Maris (PMDB), é apontado como favorito, assim como Beto Farias (PSD) em Barra do Garças, que está deixando para atrás a vereadora Andreia Santos (PR) e o deputado estadual Adalto de Freitas, o Daltinho (PMDB). Ainda na relação dos maiores municípios, Alta Floresta tende a eleger um prefeito do PMDB, o médico Aziel Bezerra, que impõe vantagem sobre a petista Lucimara Brunetto. Em Primavera do Leste, o ex-prefeito Érico Piana (DEM) já se prepara para reassumir o comando do município. Detém uma frente "elástica" sobre o jovem candidato Mateus Viana (PDT), lançado de última hora pelo tio-prefeito Getúlio (PR) e pelo pai-deputado Zeca Viana.
    Disputas acirradas
    O quadro está "embolado" em Várzea Grande, segundo maior município com 252,2 mil habitantes, entre Lucimar Campos (DEM), Walace Guimarães (PMDB) e Tião da Zaeli (PSD). Como a democrata "despencou" nas pesquisas, o clima é de euforia entre Walace e Tião, com vantagem para o peemedebista, embora a esposa do senador Jayme Campos ainda continue na liderança.
   Em Tangará da Serra, a situação está indefinida entre o prefeito Saturnino Masson (PSDB), o peemedebista Fábio Junqueira e o empresário Rubens Jolando (PR). Em Sorriso e Lucas do Rio Verde há embates pesados pelo poder. O prefeito Chicão Bedin (PMDB) corre para alcançar o ex-prefeito sorrisense Dilceu Rossato (PR), que está com pequena vantagem nas intenções de voto. Em Lucas, não é possível arriscar quem será o vencedor entre Rogério Ferrarin (PMDB) e Otaviano Pivetta (PDT).
    Na Capital, das 6 candidaturas ao Palácio Alencastro, a disputa está polarizada entre Mauro Mendes (PSB) e Lúdio Cabral (PT), com tendência do pleito ser empurrado para o segundo turno.
Rd News
http://www.rdnews.com.br/blog/post/6-das-11-maiores-cidades-estao-com-os-prefeitos-praticamente-definidos

Nenhum comentário:

Postar um comentário