Follow by Email

sábado, 24 de maio de 2014

PT racha com administração Roberto Farias


Semana7   PT racha com administração Roberto Farias


O Partido dos Trabalhadores entregou os cargos de Secretária de Educação, ocupada por Fátima Resende e a liderança na Câmara de Vereadores pelo professor Odorico Ferreira Cardoso Neto (Kiko), promovendo dessa forma  o primeiro racha entre a coligação do PT com a gestão de Roberto Farias.
Fátima Aparecida da Silva (PT), através de uma carta publicada no facebook do vereador Odorico Ferreira Cardoso Neto (Professor Kiko/PT) anunciou na manhã de hoje (23), ao prefeito Roberto Farias (PSD), ao vice Mauro Piauí (PT) que havia deixado o cargo depois de 1 ano e 5 meses à frente daquela pasta.
Fátima e o professor Kiko não resistiram ao confronto entre seus ideais políticos com o projeto de Leique altera a Complementar 049/99 que dispõe sobre a carreira da educação básica do município e que excluiriam de uma só canetada 400 professores de carreira, embora o projeto tenha sido retirado de pauta.
Fátima Resende reconheceu que existem desafios a serem superados e cita o piso salarial dos professores em uma carreira unificada e consolidada e disse que defende a carreira dos educadores, sobretudo, “a conquista obtida com lágrimas e suor em 1999 e por não conseguir sintonia entrego meu cargo”.
A decisão de deixar o cargo foi pela falta de avanço das negociações em 21 de maio de 2014 quando a proposta do prefeito de achatamento salarial enviada para a Câmara de Vereadores sem discussão prévia e conhecimento da Secretaria de Educação, caindo por terra a lei que garante o piso na carreira dos educadores de 1999, excluindo-os dessa conquista.
 A ex-secretária disse ainda que assumiu o cargo “colocando em foco a construção de uma educação libertadora e de qualidade social” e acrescenta que “conseguimos em um ano e cinco meses construir uma gestão com eficácia e qualidade, contribuindo de modo decisivo para o fim do autoritarismo e a redemocratização da Secretaria Municipal de Educação”.
Em seu lugar na Secretaria de Educação ocupa o cargo o secretário de Administração Agenor Maia.
KIKO
Sem visualizar alternativas que não seja sair da liderança, o professor Kiko encontrou pela frente uma greve de 104 dias, discutiu com sua categoria e defendeu os interesses do prefeito na defesa de seus projetos, além de presenciar a greve dos servidores da saúde em 2013 sem que seu partido levantasse a voz em defesa da classe, entre outras ranhuras que abriu uma vala entre trabalhadores e petistas encastelados em cargos da prefeitura.
Em sua carta de despedida comunicando seu desligamento Kiko disse que no momento da coligação com Roberto Farias a educação estava no centro irradiador, no patamar máximo de qualificaçãosocial. A certa altura Kiko cita também a Lei Complementar 049/99 que chegou ao balcão da Câmara de Vereadores “sem discutir com os educadores, com a secretária de Educação, e com ele mesmo que é professor, achatando a carreira do magistério”
Fonte: Semana7
http://semana7.com/noticia/10633/PT-Racha-com-a-administracao-de-Roberto-Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário