Follow by Email

sábado, 24 de maio de 2014

Promotor de MT suspeito de atuar em favor de Éder Moraes é afastado

Promotor de MT suspeito de atuar em favor de Éder Moraes é afastado

Marcos Regenold foi citado em investigações do MPF sobre crimes financeiros.
PF apreendeu documentos no gabinete dele durante a Operação Ararath.

Pollyana AraújoDo G1 MT
Comente agora
Marcos Regenold nega a suspeita de envolvimento com Éder Moraes (Foto: Reprodução/TVCA)Marcos Regenold nega a suspeita de envolvimento
com Éder Moraes (Foto: Reprodução/TVCA)
O promotor de Justiça Marcos Regenold Fernandes foi afastado da função após ser citado no inquérito do Ministério Público Federal(MPF) por suposta ligação com o ex-secretário de estado, Éder Moraes Dias. A infomação foi dada pelo procurador-geral de Justiça, Paulo Prado, nesta sexta-feira (23). Ele deverá permanecer afastado até a conclusão de uma sindicância instaurada nesta quinta-feira (22) para apurar os indícios de irregularidades.
Durante a Operação Ararath, deflagrada na terça-feira (20) pela Polícia Federal, o gabinete do promotor foi vasculhado pelos agentes embusca de documentos durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão. De acordo com o MPF, o asfatamento se deu a pedido do próprio promotor. A sindicância deve ser concluída no prazo de 45 dias.
Na sindicância, devem ser levantados os fatos e as circunstâncias que levaram à realização de busca e apreensão feito no Grupo de Atuação eCombate ao Crime Organizado (Gaeco). 
Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa do governador do estado,Silval Barbosa (PMDB), do deputado estadual José Riva (PSD), e na casa e no gabinete do prefeito de CuiabáMauro Mendes. Documentos também foram apreendidos na Assembleia Legislativa e no gabinete e na residência do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Sérgio Ricardo Almeida.
Em entrevista à TV Centro América, Regenold negou qualquer envolvimento pessoal com o ex-secretário de estado Éder Moraes e alegou que apenas intermediou os encontros de Éder Moraes com a Polícia Federal. A PGE aponta que os dois tinham 'relações espúrias' e que Regenold teria atuado em favor de Moraes junto ao Ministério Público Federal e Polícia Federal.
Fonte: G1 Globo
http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2014/05/promotor-de-mt-suspeito-de-atuar-em-favor-de-eder-moraes-e-afastado.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário